img-edificio-rosselliniRoberto Rossellini, nascido em 08 Mai 1906, em Roma, é um dos mais conhecidos diretores do cinema italiano. Seus filmes chamaram a atenção mundial sobre o movimento neorealista do cinema italiano.

Filho de um abastado escultor e arquiteto, viajou bastante por toda a Europa. Em 1931, a fortuna de seu pai foi confiscada pelo governo fascista italiano, e três anos depois Rossellini começou a fazer trabalhos diversos para o cinema.

Durante a guerra, dirigiu curtas-metragens de propaganda para o governo, mas afiliou-se também ao movimento underground que registrava secretamente as atividades da resistência antifascista. Roma Cidade Aberta, que incorporou o documentário com tomadas de câmara em movimento, marcou o estilo dos filmes italianos do pós-guerra, pelo uso de cenários naturais e a descrição realista da vida na Itália durante a ocupação alemã. Por isso, foi reconhecido internacionalmente como um dos filmes mais extraordiários do pós-guerra, e que valeu a Rossellini o título de inventor do Neorealismo.

Stromboli (1949) e Viaggio in Italia (1953) foram filmes de destaque de uma série que explorava o significado da liberdade, estrelados por Ingrid Bergman, atriz sueca, cujo romance com Rossellini tornou-se um escândalo internacional.

Durante os anos 50 e 60 Rossellini também dirigiu peças de teatro e filmes para a televisão, vindo a falecer em 3 Jun 1977. Seu estilo realista influenciou profundamente o desenvolvimento de importantes talentos do cinema, entre eles, Frederico Fellini, que ganhou fama nos anos 50.